www.anesaportugal.org
LEGIONELLA PNEUMOPHILA
O Parasita das Células
27-07-2004
A Legionella é um bacilo aeróbico gram-negativo, ou seja, é um parasita unicelular em natureza e um invasor oportunista das células susceptíveis de absorver e englobar partículas orgânicas ou inorgânicas (fagócitos) do ser humano.
Descoberta em 1976, a Legionella pneumophila provoca a “Doença do Legionário”, uma infecção pulmonar semelhante à pneumonia que não se transmite por contágio Homem a Homem. A Legionella é absorvida pelas vias respiratórias provocando uma infecção pulmonar bastante perigosa. A gravidade da infecção depende da capacidade de crescimento da bactéria nos glóbulos brancos do hospedeiro. A doença afecta preferencialmente pessoas adultas com mais de 50 anos de idade (sendo rara em indivíduos abaixo dos 20 anos) em especial homens, fumadores ou portadores de doenças crónicas debilitantes.
Os investigadores associam a ocorrência da “Doença do Legionário” com a colonização do sistema de canalização de água pela Legionella pneumophila, já que as epidemias conhecidas têm ocorrido em hospitais e hotéis, sendo o parasita detectado nos sedimentos dos reservatórios de água quente, nos chuveiros, nas torneiras e também nas colunas de arrefecimento do ar condicionado. Esta bactéria desenvolve-se em temperaturas de 42 a 44ºC, embora os 60ºC sejam letais, sendo relativamente resistente ao cloro.
Na natureza, a Legionella encontra-se em tanques ou reservatórios de água, lagos, fontes de águas termais e nos sistemas de distribuição de água para consumo. Por ser uma bactéria bastante exigente, o seu isolamento em laboratório requer meios de cultura especiais.